sábado, 19 de fevereiro de 2011

ENTREVISTA: A sinceridade de Dado villa lobos

Share on Tumblr
Resolvi postar essa entrevista com o Dado villa lobos . Achei muito legal a sinceridade dele. Mas é a pura realidade. Espero que gostem.

Na revista Billboard Brasil 15, lançada em dezembro, a banda da capa é a Legião Urbana. O motivo de Renato Russo, Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá figurarem lá é o recente lançamento da coleção do grupo em CD digipack (com encarte turbinado, trazendo fotos e textos) e vinil, e a iminência de lançamentos de três filmes contando a história do grupo - além de mais um quarto, que corre por fora, chamado Dê-me abrigo, contando a história do show dado por eles em 1988 no estádio Mané Garrincha, em Brasília, que terminou em pancadaria. Durante o bate-papo, Dado e Bonfá falaram suas impressões a respeito da música atual - e o guitarrista, em particular, não poupou a banda-sensação Restart.


"Eu nem vejo o Restart como banda de rock. É um veículo para que se venda camiseta, chiclete, álbum de figurinhas. Não é porque o cara pendura uma guitarra elétrica no pescoço e tem um baterista que isso é rock. É um fenômeno pop adolescente. Aliás, adolescente, não! É pré-adolescente. Nosso público nunca teve esse perfil", diz o músico, que elogias bandas como Los Porongas e Cidadão Instigado, com as quais dividiu palcos.

18 comentários:

  1. otima postagem .
    opinião dele foi muito verdadeira
    hoje não temos mais o verdadeiro rock
    fui
    ..

    ResponderExcluir
  2. Otima postagem Dryele, o Dado nem vê eles como banda de rock e eu nem acho q akilo q eles emitem é música, ali faz mal aos ouvidos e a visão!
    bando de coloridos ridiculos!

    ResponderExcluir
  3. Complicado este assunto, pois, discordo totalmente. Mas falo com a propriedade de quem não só tem todos os cd's e coletâneas da Legião Urbana, mas também toca muitas de suas músicas, além de muitas outras do Rock Nacional, porém, não escuto Restart, só para deixar claro.

    Em primeiro lugar, no meu caso (e acho q existam muitos como eu) comecei ouvir Legião Urbana, RPM, Nenhum de Nós, quando não era nem pré-asolescente; era criança ainda. E até a minha adolescência sofri muito preconceito de quem curtia sons mais antigos como Black Sabath e Rolling Stones e falava que nem Legião Urbana e nem Rock Nacional algum era Rock.

    O tempo passou e essas pessoas estavam erradas. O preconceito não as deixava ver que o Rock possui vertentes que podem agradar alguém ou não sem deixar de ser Rock.

    Hoje acontece algo parecido com as bandas coloridas. Não estou dizendo que se compara Restart com Legião Urbana, longe disso, mas sim, que é melhor que pré adolescentes escutem as letras inocentes das nbandas coloridas, do que a apologia ao álcool e ao sexo descarada no Sertanejo Universitário.

    ResponderExcluir
  4. eu concordo com voce alexandre e com a opinião do Dado
    Restart é pra mim um fenômeno de pré-adolescente.
    e todos eles alienados pela midia
    :)

    andryelle.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. para: Renato Zuza
    kra olhando por ess ponto de visto concordo em partes sobre o restart.
    porém o restart nao faz uma boa musica como o a legiao, barão, paralamas
    pqp eu devia nem ta comparando restart com essas bandas
    pra mim restart é so coisa passageira,
    só pra contar QUALQUER DOIDO FAZ OQUE ELES FAZEM
    mas quero ver eles fazerem uma musica como faroeste caboclo em uma tarde só ;D

    resulmindo RESTART É UM LIXO SONORO

    ResponderExcluir
  6. Para "Ajudando Você":

    Claro q o q eu falei faz sentido. Pode concordar totalmente sem medo de ser feliz.

    Quanto à sua opinião, você pode sim afirmar q "Restart é um lixo sonoro". Mas, perceba que quando diz isso está falando de Restart... E quando faz isso,inocentemente e contra a sua vontade, você está promovendo o Restart e não a Legião Urbana e nem o bom Rock Nacional, pois é de Restart q vc está falando.

    Agora para todos que quiserem saber, se vc gosta de alguma coisa, fale das qualidades dela e não do defeito das outras. Isso sim é contrutivo.

    Grande abraço!

    Parabéns à Dryele pela matéria polêmica!

    ResponderExcluir
  7. "Depois da Geração Coca Cola agora é Geração Fantinha"

    restart nunk foi rock parceiro

    ResponderExcluir
  8. Incrivel como opovo insiste em dar valor a coisas INSIGNIFICANTES, esses coloridos nem existem, e o q eles tocam tá longe de ser música...
    parabéns de novo Dryele pela otima postagem e vamos se ater a musica de verdade gente, esses coloridos são apenas uma "onda" adolecente, daqui ha uns dias ninguem nem sabe mais deles...

    ResponderExcluir
  9. Olá ! Parabéns pelo Blog e pelo ótimo conteúdo ! A Blogosfera precisa de material assim.
    Gostei muito das postagens e do designer. Um cantinho muito criativo e aconchegante.
    Desde já ,estou seguindo te parabenizando mais uma vez por conseguir reunir tantas coisas sadias e interessantes.

    Um grande abraço,

    Will Lukazi.

    ResponderExcluir
  10. Que bom que gostaram do meu post hehehe
    beijos
    obrigado a todos
    :)

    andryelle.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Olá Will Lukazi!

    Muito obrigado pela visita, pelo comentário e pelo apoio.

    Estamos começando por pra andar de verdade este blog neste ano.

    Add no msn nosso chat: group1268689@groupsim.com

    Add tb: projetobackup1@hotmail.com

    Grande abraço! SUCESSO!!!

    ResponderExcluir
  12. O que é verdade deve ser dito: Restart não é rock! E ponto. Não deveria nem mesmo estar em pauta. Ótima postagem. Concordo com cada letra da resposta do grande V. Lobos!

    Renato Zuza, quando falavam que Legião Urbana não era rock, estavam se referindo a sonoridade, o que é verdade, e até mesmo R. Russo disse isso, Legião Urbana nunca foi um bom exemplo de musicalidade, e sim de letras tocantes. O pessoal que curte R. Stones, etc, curte ouvir guitarras e baterias, por isso pouco apreciam do rock nacional onde valoriza-se mais o que é dito, pelo menos nos tempos aureos de legião Urbana.

    ResponderExcluir
  13. Caro Atillas, quem diz q Legião Urbana n é rock, n sabe e nunca saberá o q é rock. O rock é caracterizado pela simplicidade musical(compasso 4x4 e harmonia modal).

    Certamente essas pessoas n tem o conhecimento de faixas como Dezesseis, L'age D'or, Conexão Amazônica e a própria QPÉE, q segundo Renato Russo, n tem um mi fora de lugar quanto à música do Ramones q o inspirou compor.

    Musicalidade à parte, rock é atitude, expressão e contestação de pseudovalores. Porém, Repito q existem várias vertentes de rock e q muitos roqueiros n consideram rock, mas na loja de cd estará na seção de rock, mesmo q o papa fala q n é rock, rs.

    Não adianta falar mal, não adianta ficar puto, pq de Beatles a Pantera, de Legião a Restart, vc encontrará na seção de Rock, independente do q um fã de um ou de outro ache ruim ou não. Infelizmente, isso n vai mudar.

    A única coisa q adianta é promover o q vc gosta em vez de perder tempo falando do q n gosta. Os coloridos fazem sucesso pq seus fão passam o tempo todo na internet divulgando videos, músicas, twitter, comunidades, chats, etc. Enquanto, infelizmente, tem gente q acha q falar mal deles resolve algo, muito pelo contrário, é mais ibope para eles. É como o ditado: "falem mal, mas falem de mim".

    Grande abraço, amigo. SUCESSO!!!

    ................................................

    Seguem os links para divulgação:

    BLOG: http://blogrocknacional.blogspot.com/

    CHAT NO MSN: group1268689@groupsim.com

    COMUNIDADE NO ORKUT: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=102741707

    TWITTER: @projetobackup1

    CONTATO:projetobackup1@hotmail.com e http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=1420412946939683506

    VEJA E SIGA MEU CANAL NO YOUTUBE: http://www.youtube.com/user/ProjetoBackup

    ResponderExcluir
  14. Concordo contigo Renato Zuza, falar dos teleetunbies só serve para dar mais ipop a eles! Mas não cara, definitivamente não consigo encara-los como uma banda de Rock!

    ResponderExcluir
  15. concordo plenamente. estou na faixa desastrosa que é o período 12-15 anos. gosto de Legião, conheci quando era menor, mas há poucos anos é que mergulhei mesmo na tentativa de brincar de ser legionária. com esse gosto paralelo à minha faixa etária, "sofro" preconceito (as aspas são porque não me importo, então não é um verdadeiro sofrimento) e me sinto uma bárbara para com essa nova geração. você fala dos verdadeiros nomes da música e os jovens fazem aquela cara de 'como assim?', mas seus objetos pessoais estão repletos de posters, figurinhas, faixas, imagens e outros adereços "sagrados" de restart, cine etc. POXA!

    ResponderExcluir
  16. concordo com Renato Zuza
    restart(e cia) faz sucesso pq seus fãs pré-adolescentes ficam na net divulgando vídeos fotos, e etc...
    se vc não gosta, tudo bem!(eu tbm não gosto) mas sei que falar mal deles não adianta...
    divulgue a música que vc gosta, talvez quando eles ouvirem "legião urbana, Cazuza" e etc... eles entendam como é bacana ouvir uma banda como a "legião" que sabe ser romantica(em músicas como: giz, hoje é noite não tem luar,quando você voltar) mas, tbm critique a sociedade quando é preciso!(que país é esse,"ideologia"- cazuza)

    ResponderExcluir
  17. Renato Zuza kk eu discordo de você pela primeira vez eu acho não tem nem como comprar, existe uma grande diferença e só algo em comum.
    Coisas novas geralmente não são aceitas mas se forem boas cedo ou tarde ocupam seu espaço junto as outras.Legiao Urbana sem sombra de duvidas é uma exelente banda,na minha opnião a melhor, já restart além de não terem nada nem letras, impossivel comparar pode juntar 1 bilhão de letras que não chega a uma do Renato.
    Se no futuro bandas como restart forem aceitas e consideradas clássicas eu espero nem viver até lá.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar! Sua participação é muito importante!

É de fãs que participam de que o Rock Nacional Precisa!

Só não serão tolerados preconceitos e ofensas a quem quer que seja, pelo bem do Rock Nacional.

Linkwithin













#CAMPANHA @SigaRockBrasil

Desafiamos a todos o fãs de Rock Nacional a se unirem neste espaço democrático e provarem que independente do que a mídia tenta impor, nada substitui o bom e velho Rock Nacional. Siga o blog, divulgue, comente... É muito fácil, até crianças de 12 anos se únem por suas bandas favoritas e dominam a mídia! É, temos que conviver com o fato de que se trancar no quarto e ouvir seus hits não faz o Rock Nacional ganhar mais fãs e, em vez de promovê-lo, ajuda a acabar de matá-lo! Junte-se a nós.