quarta-feira, 13 de julho de 2011

NOTÍCIA: Baixista Champingnon voltará ao CBJR

Share on Tumblr

Chorão anuncia a volta do baixista Champignon ao Charlie Brown Jr.


Da redação, por Gustavo Morais

O blog oficial do Charlie Brown Jr. trouxe uma notícia agradável para os fãs da banda na última segunda-feira (11). Através de um post, o vocalista Chorão anunciou a volta do baixista Champignon ao quinteto. O músico entra no lugar de Heitor, que se desligou do grupo porque "manifestou a vontade de priorizar novos projetos pessoais".

quinta-feira, 7 de julho de 2011

REPORTAGEM: 21 Anos Sem Cazuza

Share on Tumblr

Promova estar comunidades em homenagem a Cazuza: O Amor na Prática É...   Qual a Cor doAmor? "Livro: O Tempo Não Pára"

Há exatamente 21 anos, 7 de julho de 1990, morriaCazuza, vítima de AIDS. Sua mãe, Lucinha Araújo, 74 anos, classificou essa data como “a maioridade do sofrimento”.  Desse sofrimento pela morte do filho, nasceu a esperança para muitas crianças. Ela comanda com mãos de ferro a sociedade Viva Cazuza, que abriga menores portadores do vírus HIV. Ao entrar na sua sala de trabalho, onde marcamos a entrevista exclusiva para o Contigo! Online, a imagem que aparece não é a de uma mulher amargurada e sim de uma pessoa que aprendeu a lidar com a própria dor. Falante, simpática, Lucinha acaba de encerrar uma trilogia de livros sobre o filho com a obra O Tempo não pára.




quarta-feira, 6 de julho de 2011

HOMENAGEM: Cazuza, 21 anos de saudades.

Share on Tumblr
Homenagens de fãs para Cazuza:
O Nosso Astro Merece!
video

Promova estar comunidades em homenagem a Cazuza: O Amor na Prática É...   Qual a Cor doAmor? "Livro: O Tempo Não Pára"


“Tão travesso, tão Cazuza, só como ele sabia ser. Quando lemos, ouvimos, tocamos ou cantamos , nós sentimos o nosso coração aquecer. E pensar que ele se foi tão cedo, lutando para ficar, deixando

NOTÍCIA: Rock Nacional é tema de Palestra de Filosofia

Share on Tumblr

O programa apresenta, mensalmente até novembro, diálogos entre a filósofa Márcia Tiburi e músicos convidados, sobre temas do rock e da filosofia, traçando afinidades entre as obras de nomes importantes do rock e a poética encontrada em suas canções, com as grandes questões filosóficas e os principais pensadores do século 20.

Neste mês, Marcia Tiburi e Thedy Correa debatem sobre o grupo Legião Urbana. A crítica do cinismo próprio ao poder, as imagens da desigualdade social urbana e dos jogos de poder burgueses como a família, a amizade e a religião fazem o diálogo entre Legião Urbana e a obra crítica de Michel Foucault, inventor da microfísica do poder e da biopolítica que revolucionaram a percepção das relações humanas na segunda metade do século XX.

NOTÍCIA: Primeiras imagens do filme Somos Tão Jovens

Share on Tumblr

Produtora divulga primeiras imagens 

da cinebiografia de Renato Russo

IG
foto
Foto: Imagem Filmes
Bastidores das filmagens em Brasília


A Imagem Filmes divulgou as primeiras fotos de "Somos Tão Jovens", cinebiografia do cantor e compositor Renato Russo. As imagens mostram o ator Thiago Mendonça, conhecido por "Dois Filhos de Francisco", no papel do antígo líder da Legião Urbana, em um dos primeiros shows da banda, e os bastidores das filmagens em Brasília.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

INTERPRETANDO A LETRA: 1° de Julho, de Renato Russo/Legião Urbana

Share on Tumblr


A música "1° de Julho" foi composta em 1994 por Renato para Cássia Eller. Depois que a cantora gravou a canção, a Legião a também a lançou no disco "A Tempestade", com a voz de renato Russo. 

Você já parou pra pensar no significado da letra? A maioria das pessoas acha que fala de amor. E de fato fala de amor, mas não exatamente do amor romântico de uma pessoa por outra; esta música fala do amor maternal, ou seja, de mãe para filho. Esta música trata do mesmo tema de "Pais e Filhos", mas com um enfoque diferente; a vida, em vez de a morte.

Acompanhe a  letra e as observações entre parênteses:

Linkwithin













#CAMPANHA @SigaRockBrasil

Desafiamos a todos o fãs de Rock Nacional a se unirem neste espaço democrático e provarem que independente do que a mídia tenta impor, nada substitui o bom e velho Rock Nacional. Siga o blog, divulgue, comente... É muito fácil, até crianças de 12 anos se únem por suas bandas favoritas e dominam a mídia! É, temos que conviver com o fato de que se trancar no quarto e ouvir seus hits não faz o Rock Nacional ganhar mais fãs e, em vez de promovê-lo, ajuda a acabar de matá-lo! Junte-se a nós.